Sem Planejamento não há Conquistas

p1

 

Você é daquelas pessoas que tem grandes sonhos? Quer conquistá-los, mas não sabe como fazer ou por onde começar? Vive se perguntando qual é o melhor caminho para se chegar lá?

Entenda porque sem planejamento não há conquista, suponhamos que você quer chegar a algum lugar, porém, não definiu o caminho, enquanto você não souber por onde vai, você não tem como ir, não é mesmo?

Para um objetivo conquistado é necessário o querer (objetivo definido) e o caminho que vou percorrer até chegar a ele (plano de ação). Einstein um dos grandes gênios que existiu na humanidade em um momento da sua vida relatou que se aparecesse algo para ele resolver e se tivesse apenas 1 hora para isso, ele investiria 55 minutos em definição e planejamento e os 5 minutos restantes ele resolveria (alcançaria o objetivo). Bom, não vamos duvidar do grande gênio né?

Nesse texto mostrarei uma forma simples de fazer um planejamento para alcançar objetivos, que qualquer pessoa seria capaz de colocá-lo em prática, e se você quer ter mais resultados positivos do que vem tendo continue lendo!

 

p2

 

  • Defina seu objetivo

O primeiro princípio para fazer um planejamento é definir um objetivo, você deve estar se dizendo: claro, isso é óbvio, todos sabemos disso! Mais muitas pessoas já começam errando nessa fase. Veja as características que um bom objetivo deve ter:

  1. Ser especifico: o que você quer?
  2. Ser claro/ detalhado: o que realmente você quer?
  3. Ter evidencia: Como você irá saber que alcançou esse objetivo? O que (comportamento/ situação) exatamente deverá acontecer para você saber que alcançou seu objetivo?
  4. Ter uma data: quando quer que aconteça?

 

Exemplo de um objetivo mal definido: Quero ter sucesso profissional!

Exemplo de um objetivo bem definido: Quero ganhar R$30.000,00 mensal, ter um cargo de gerente financeiro e trabalhar numa multinacional, até janeiro de 2020!

 

Observe a diferença entre os dois exemplos acima, no objetivo mal definido o objetivo é amplo, já no objetivo bem definido tem riqueza de detalhes e está respeitando as características de um bom objetivo.

Antes de continuar lendo, pegue um papel e defina seu objetivo levando em consideração as dicas dadas.

 

p3

 

  • Motivo / Importância

Depois de definir o objetivo a ser alcançado verifique qual é o grau de relevância, o porquê ele é importante, o que ele vai te trazer de ganhos, benefícios, como você se sentirá ao alcançá-lo…

O motivo tem que ter um grau elevado de relevância, pois ele será o motivador que te impulsionará a não parar.

Dica: pegue uma folha em branco e escreva os motivos pelos quais você deve lutar por esse objetivo, coloque todos os ganhos que você terá tanto material, como emocional e social. Cole esse papel num lugar visível que você veja todos os dias.

Nos dias que você estiver desestimulado, desanimado, descrente, não estiver a fim de agir, basta olhar para esse papel, ele te lembrará do motivo pelo qual você está batalhando, e se esse motivo for verdadeiramente relevante, você encontrará motivação interna para seguir em frente!

 

Young business man with a commercial look

 

  • Comprometimento:

Você realmente está comprometido para alcançar esse objetivo?

Comprometimento significa fazer tudo o que estiver ao meu alcance para alcançar meu objetivo, mesmo eu tendo desculpas para não fazer.

Você só conseguirá se comprometer se o motivo do seu objetivo tiver relevância significativa para você.

Exercício: Responda de uma escala de 0 a 10 qual é o seu nível de comprometimento em atingir seu objetivo? Partindo do ponto que 0= não estou afim, 5= estou afim, mas depende do que terei que fazer, 10= estou muito afim e farei tudo o que estiver ao meu alcance para alcançar meu objetivo.

 

p5

 

  • Responsabilidade

Depende de quem para que seu objetivo seja realizado? O que você deve fazer para que seu objetivo dependa exclusivamente de você?

Alguns objetivos demandam parcerias, porém, o responsável pelo projeto andar é você! Assuma as rédeas! Seu objetivo é responsabilidade sua, mesmo que envolva um terceiro. Se o seu objetivo depender de você e de outras pessoas, pode ser que essas pessoas não colaborem, entenda que o maior interessado que as coisas aconteçam é você, portanto, faça acontecer, mesmo que tenha que fazer sozinho.

 

p6

 

  • Recursos

O que você precisa para alcançar esse objetivo? – (dinheiro, habilidades, parcerias, conhecimento, materiais).

Exercício: Faça uma lista com todas as coisas necessárias para que alcance esse objetivo.

 

p7

 

  • Estratégias

Quais são as formas para conseguir isto?

Você conhece alguém que já fez isso? Como esta pessoa conseguiu?

Exercício: Faça uma lista de todas as formas possíveis para alcançar esse objetivo, nessa fase você pode usar exemplos de modelos externos se conhecer, vale pesquisar. Caso não conheça use sua criatividade, antes de fazer a lista comece com esboços.

  • Ações

Organize os dois  itens anterior de forma que façam sentindo lógico. Sempre levando em consideração a sua realidade, com ações gradativas, cuidado para não dar um passo maior que a sua perna, isso é desmotivador, comece colocando sempre ações que sejam totalmente possíveis e simples para você, e nos próximos passos vá ousando aos poucos, instigando que você se supere.

Lembre-se que o impossível pode ser feito de pequenos passos possíveis.

 

p8

 

  • Datas

Nessa fase coloque data em todas as ações que você organizou.

Dica: Siga a risca cada data que colocou.

 

p9

 

  • Analise de perdas/ riscos

Aqui você vai analisar o plano de ação e verificar o que vai ter que abrir mão, o que você vai ter que investir, ou perder (ex. lazer, mais tempo com a família, comprar roupas, vai ter que economizar..) Faça uma lista de tudo que você consegue prever .

Antes de começar a agir em relação ao seu objetivo você precisa estar consciente de que precisará abrir mão de algumas coisas/ pessoas/ situações, às vezes isso pode ser temporário e em alguns casos não.

Depois de fazer a lista você poderá dosar as perdas, para cada item da liste pense numa forma de amenizar essas perdas com alguma outra recompensa possível. Essa etapa é importante, pois esses serão alguns dos seus obstáculos.

Quanto mais conseguir pensar numa forma de dosar suas perdas, menor será a “dor” da caminhada.

 

  • Numa folha em branco coloque as ações organizadas com suas respectivas datas.

p10

 

  • Avaliação de Resultados

Estabeleça de épocas em épocas uma data onde você vai se dedicar a avaliar os resultados que está tendo, existem algumas ferramentas que podem te ajudar a fazer isso, porém, a grosso modo você pode se fazer a pergunta: Estou tendo um bom desempenho? Quais estão sendo os meus resultados? Esses resultados estão me impulsionando para eu chegar cada vez mais perto do meu objetivo? O que posso fazer para melhorar?

Caso haja necessidade vá para o Plano B.

 

  • Plano B

O plano B torna-se necessário quando você está agindo conforme o seu plano de ação e não está tendo resultados positivos, nesse caso, você deve primeiro avaliar, se os resultados estão sendo pelo seu desempenho ou pelas ações, caso seu desempenho esteja interferindo você precisa de mais habilidades para essa ação, as habilidades são constituídas pelo processo de: 1-conhecimento, 2- Pratica, 3- analise do desempenho e 4- repetir o item 2 e 3 até que você tenha uma excelente performance.

Se o resultado estiver relacionado diretamente com a ação hora de agir diferente. Einstein dizia: Como você quer ter resultados diferentes praticando as mesmas ações?

 

Prontinho seu planejamento está feito, agora é só agir!

 

Gostaria de ressaltar que existem outras técnicas de se fazer um planejamento, porém, essa é uma forma simples que irá te ajudar.

Espero que tenha gostado, até a próxima!

 

Desejo muito sucesso a você! Caso tenha alguma dúvida entre em contato comigo.

 

Gostou? Compartilhe com amigos, parentes e família!

 

Abraços,

Lidiane Soares Magella

Psicóloga e Coach